Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hostel

A vida privada de cada um de nós compreende a sua intimidade, mas não se esgota nela. Afinal, como dizia a poetisa “Como se um grande amor cá nesta vida não fosse o mesmo amor de toda a gente!...”.

Hostel

A vida privada de cada um de nós compreende a sua intimidade, mas não se esgota nela. Afinal, como dizia a poetisa “Como se um grande amor cá nesta vida não fosse o mesmo amor de toda a gente!...”.

14
Ago23

Os Jovens

Luisa Brito

IMG_20230812_215544.jpg

 

Toda a minha vida tenho estado entre jovens. É um privilégio porque, de algum modo, o convívio com jovens mantém-nos jovens. Bem, em regra. Alguns de nós saltaram essa estação à nascença…. Muito se falou, se escreveu e falará e escreverá sobre as JMJ 2023 de Lisboa. Independentemente do credo ou da ausência dele, quando se verifica uma concentração assim, não imaginável, de jovens, gera-se uma energia poderosíssima de tão positiva. Faz-nos acreditar que é possível a Fraternidade que conduz à Paz. “Não tenham medo, todos vós quereis mudar o mundo e quereis mudar pela justiça e pela paz.”, dizia o nosso Papa Francisco.  E embora a minha relutância a grandes aglomerações me impedisse de participar físicamente, durante todas as Jornadas o meu coração e o meu pensamento estiveram com essa mole de jovens de todo o mundo, falando um só idioma, desejando no mais fundo do meu coração que nada de mal acontecesse, que tudo corresse bem até ao fim e, Deus é Pai e Mãe, ao contrário do vaticinado pelos tantos velhos deste Restelo… tudo correu muito bem! Uma mole de jovens conduzida paternal e amorosamente por Francisco. Francisco, ele próprio, gratia plena, um eterno jovem. "Na igreja há espaço para todos. E, quando não houver, por favor façamos com que haja”. E frisou Todos! E dizia eu que alguns de nós já nasceram velhos, na feia acepção do termo. Assim como aquele jovem que, referindo-se aos abusos na Igreja, dizia “ … se calhar foram as crianças que se puseram a jeito…”Aquele jovem replica o que ouve dos adultos que tem como educadores. Lembro-me sempre de um professor de uma das minhas filhas que dizia nas reuniões de pais “Meus senhores, não se iludam, os vossos filhos são os vossos espelhos!” Assim é. Não há nada de errado com a juventude, o problema nunca são os jovens. O problema são os pais ou os educadores. Para o bem e para o mal, a educação é feita de exemplos. Nós adultos, educadores, façamos um acto de contrição. De facto, todos os males do mundo nos são devidos, não aos nossos filhos. Os egoísmos, as discriminações, as guerras! Relembro aqui o meu Abbé Pierre “Quando nos indignamos, convém que nos perguntemos se somos dignos. A indignação pode muito facilmente dar-nos boa consciência. Todavia, não nos dispensa de agir! O que importa é fazer, pelo menos o que pode ser feito”. Amén.

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D