Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Hostel

A vida privada de cada um de nós compreende a sua intimidade, mas não se esgota nela. Afinal, como dizia a poetisa “Como se um grande amor cá nesta vida não fosse o mesmo amor de toda a gente!...”.

Hostel

A vida privada de cada um de nós compreende a sua intimidade, mas não se esgota nela. Afinal, como dizia a poetisa “Como se um grande amor cá nesta vida não fosse o mesmo amor de toda a gente!...”.

30
Abr19

da (falta de) liberdade...

Luisa Brito

rocha flor.JPG

 

 

O olho vigilante

 

Era preciso amar de pé

amar depressa

amar contra a parede

contra o medo

atrás da porta

sobre a pedra

no mais pequeno espaço conquistado

ao olho vigilante.

 

Onde menos se esperava ele

espreitava.

Atrás do espelho

sob a cama

nas mangas nas golas nos biombos

na agulha na tesoura no dedal

no livro único

na tia nas torradas

na novena

ele espreitava.

 

O olho vigilante.

À coca.

Era o Estado era a mãe era

a virtude

era o pecado e o remorso e a

castidade.

Mas apesar de tudo era tão bom

de noite em pé à pressa no Penedo

da Saudade.

 

Manuel Alegre in Todos os Poemas São de Amor

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D